Sexta-feira, 19 de Março de 2010

Quero-me fragil

"Quero-me frágil, diante das tuas premências.
Quero a tua fome devorando as minhas defesas,
tuas mãos invadindo meus espaços,
teus dentes marcando a minha carne
e tua língua lanhando meus segredos.
Vê...Não quero a paz,
não necessito de paradeiros, dispenso as bússolas e os sinais.
Não importa se me perco, nem precisas ter cuidado.
Quero o que, em mim, já quase esqueço:
quero as brasas, os dentes, o grito, os riscos, os paradoxos.
Seca-me a boca, a ausência da tua saliva, da tua seiva, dos teus humores.
Quero a fome do teu beijo, os teus dedos fecundando os meus anseios,
teus dentes tatuando minha pele de desejo.
Quero que, em mim, floresçam brotos, rebentem flores
e que minha alma multiplique-se em pétalas e asas.
Então, vem...
Que teus passos não demorem a denunciar-te.
Para encontrar-te, eu me fiz assim,
pronta e plena,
terra fértil,
mulher...
andorinha...
escrava...
poema..."

Miriam Monteiro



 
 
 
tags:

pensamentosdelobas às 13:33
link do post | comentar

As quarentinhas


Nos veja...

vem pensar ...

. 2 seguidores

pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Quero-me fragil

Aguardo

Penetro-te

Na estrada

Sonho de consumo..

Desejos seus...desejos me...

Vemmm...Vemmmm....

Quero assim...

Ser amada....

Nudez

Posições....

Na mais pura intenção

Animal faminto

Nem umazinha rapidinha...

Em ti...

Abri....

Me mata!!!!

Lobas

Toque-me

Lobo ou pimenta????

Baú das lobas

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

tags

todas as tags

SAPO Blogs
RSS