Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010

Sexo...

Nem sempre é só sexo.

Às vezes, de tão intenso, meu tesão vira poesia.

 

 

 

Deixe que eu te veja com olhos de jardineiro,

que eu te cheire e soboreie como um enólogo faria.

Deixe que eu te toque com meus dedos de ourives,

deixe, não se esconda, não me negue esta ousadia.

Quem disse que é pecado abrir as pétalas
desta flor que me incendeia a cada dia?

Deixe que eu veja, que eu cheire, que eu prove

deixe, eu te imploro, não me negue esta poesia.

tags:

pensamentosdelobas às 19:21
link do post | comentar

As quarentinhas

pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Quero-me fragil

Aguardo

Penetro-te

Na estrada

Sonho de consumo..

Desejos seus...desejos me...

Vemmm...Vemmmm....

Quero assim...

Ser amada....

Nudez

Posições....

Na mais pura intenção

Animal faminto

Nem umazinha rapidinha...

Em ti...

Abri....

Me mata!!!!

Lobas

Toque-me

Lobo ou pimenta????

Baú das lobas

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

tags

todas as tags

Nossos olhos

blogs SAPO
RSS